English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Vibrações na Caixa de Redução do Niva



É comum a presença de vibrações observadas na caixa de transferência (redução) dos Nivas e certamente é sonho entre os proprietários do carro eliminá-las ou ao menos minimiza-las. O fato é que alguns carros vibram mais, outros menos, diria que são raros os que não apresentam este problema, portanto considerado cronico nos Nivas. 

O complicado é que nem sempre minimizar tais vibrações é tarefa simples, infelizmente. São muitas variáveis envolvidas e não existe um procedimento único capaz de detectar e solucionar o problema. Por exemplo, Nivas surrados em trilhas tem seus componentes mecânicos fadigados e conseqüentemente tendem a ter mais vibrações inclusive com solução nem sempre fácil e barata. Tenha em mente que as vibrações podem ser reflexo da somatória de pequenos problemas, portanto todos os componentes rotativos devem estar em conformidade quanto ao alinhamento, balanceamento e folgas.  


Outro fator importante são os serviços mecânicos mal executados, onde detalhes fazem diferença e normalmente passam despercebidos quando o mecânico não tem experiência com Nivas, um exemplo clássico é o desalinhamento das caixas apos serviços de funilaria no assoalho.


Os testes a seguir visam apontar  indícios das causas das vibrações, porem antes de qualquer tentativa corretiva vale a pena verificar se o alinhamento entre as caixas de transferência e cambio esta adequado, procedimento relativamente simples que pode dar bons resultados e evitar gastos desnecessários de tempo e dinheiro.



I M P O R T A N T E

Para saber detalhes sobre métodos de alinhamento
CLIQUE AQUI.



TESTE 1 (carro parado)

  1. Engrenar o câmbio e a caixa de transferência em neutro;
  2. Ligar o motor, acelerar progressivamente e observar a existência de vibrações;
  3. Caso não ocorram vibrações excessivas, executar o teste 2;
  4. Caso ocorram vibrações excessivas avaliar os seguintes itens: 
  • Condição dos coxins do motor;
  • Fixação dos parafusos do suporte do motor.

TESTE 2 (carro parado)


  1. Engrenar a caixa de reduzida em neutro;
  2. Ligar o motor, e engrenar as marchas e observar a existência de vibrações;
  3. Caso não ocorra vibrações excessivas, executar o teste 3;
  4. Caso ocorram vibrações avaliar os seguintes itens: 
  • União elástica rasgada ou trincada;
  • Cruzeta de saída da caixa de cambio com muita folga, emperrada ou desengraxada;
  • Montagem do conjunto união elástica / cruzeta com folga;
  • Falta do anel antivibração  na montagem da união elástica/cruzeta;
  • Empenamento do eixo piloto da caixa de cambio;
  • Desalinhamento excessivo entre caixas;
  • Desbalanceamento da caixa de redução;
  • Trincas no assoalho;
  • Coxins da caixa de cambio e transferência.


TESTE 3 (carro em movimento)




Se as vibrações não ocorreram nos testes 1 e 2, devem  surgir com o carro em movimento. 


Conduzir o Niva numa estrada,  preferencialmente numa descida longa e confirmar a presença das vibrações. Possíveis causas:

  • Cardans desalinhados;
  • Cardans desbalanceados;
  • Cruzetas dos cardans com folga;
  • Cardans com travamento no estriado;
  • Cardans com folga no estriado;
  • Cardans desengraxados;
  • Cruzetas dos cardans desengraxadas;
  • Rodas desbalanceadas;
  • Desalinhamento da caixa de reduzida;
  • Os itens citados no teste 2 também interferem com o carro em movimento, inclusive, os sintomas são potencializados.


   Considerações Gerais






    1 - Caixa de cambio
    2 - Caixa de redução
    3 - União elástica e Cruzeta intermediária
    4 e 5 - Cruzetas frontais dos cardans
    6 - Cardam dianteiro
    7 - Cardam traseiro

      

    Assoalho

    Verifique:
     
  • Desalinhamento das caixas causadas por irregularidades no assoalho decorrentes do apodrecimento ou devido a serviços de funilaria mal executados. Atenção especial na região onde ficam os prisioneiros de fixação das caixas;
  • Integridade dos prisioneiros. É comum estarem espanados o que impossibilita a perfeita fixação das caixas. 
          Veja: Troca dos prisioneiros. 

    Prisioneiros do coxim do cambio




      Prisioneiros da Caixa de Redução



    União elástica 
    Verifique:

  • União elástica trincada ou rasgada - Troque a união elástica e alinhe as caixas. Fique atento a uniões elásticas de procedência duvidosa que dificultam o processo de alinhamento e balanceamento do conjunto; 

  • Parafusos de fixação da união mal apertados


    União Elástica



    Saiba mais sobre os tipos de União entre as caixas do Niva


    Cruzeta Intermediária
    Verifique:

  • Folga na cruzeta. Provavelmente será necessário trocar a cruzeta e alinhar as caixas;
  • Engripamento da cruzeta. Desengripar e engraxar com graxa a base de sabão de lítio grau EP 2.






    Bico de graxa


    Cardans
    Verifique:
  • Desbalanceamento. Necessário serviço corretivo em uma oficina especializada;
  • Desalinhamento. Necessário serviço corretivo em uma oficina especializada;
  • Travamento no estriado - Procure desengripar e engraxar o estriado de maneira a obter o movimento suave de vai e vem da peça. Use graxa a base de sabão de lítio grau EP 2.
  • Folga excessiva no estriado. Provavelmente será necessário trocar o cardam

    Estriado do Cardam



    Cruzeta dos Cardans
    Verifique: 

  • O engraxamento deve ser feito regularmente e para tal os cardans devem ser retirados do carro já que os bicos de graxa são de difícil acesso. A graxa deve ser bombeada até espulsar totalmente a graxa velha ;
  • Excesso de folga mecânica. Provavelmente será necessário trocar a cruzeta;
  • Montagem inadequada. De nada vale gastar dinheiro trocando ou balanceando os cardans e ser displicente na instalação dos mesmos no carro. Os flanges dos cardans devem estar com as faces limpas e paralelas de maneira a assentar-se perfeitamente uma nas outra e os parafusos bem apertados.



    Bico de Graxa




    Caixa de marchas ( cambio )  
    Verifique:

  • Empenamento do eixo piloto do cambio. Esta hipótese é improvável e só deverá ser considerada em ultima instância.




     Coxim da caixa de marchas
        Verifique:

  • Integridade do coxin do cambio;
  • Se não existe interferência entre carcaça metálica do coxim com o suporte;
  • Aperto das porcas de fixação do suporte do coxim à caixa de marchas; 
  • Aperto do parafuso central do coxim;
  • Condição dos prisioneiros de fixação do suporte do coxim ao assoalho.  
    Clique AQUI e saiba avaliar os prisioneiros;



        Coxim do cambio


        Prisioneiros de fixação do suporte do coxim do cambio

      Prisioneiro de fixação do suporte do coxim a caixa de cambio 


    Caixa de redução 
    Verifique:

  • Desalinhamento entre as caixas, Clique AQUI e conheça alguns métodos para alinhar as caixas; 
  • Integridade dos coxins da caixa de redução; 
  • Aperto dos parafusos de fixação dos coxins; 
  • Condição dos prisioneiros de fixação do suporte do coxim ao assoalho

    • Clique AQUI e veja como trocar os prisioneiros;


Caixa de redução

Coxim da caixa de redução


    Fixação do Motor  
    Verifique:


    • Integridade dos coxins do motor;
    • Se os suportes estão bem presos, com parafusos bem apertados. 
    • Interferências entre o motor e a lataria do carro. O motor deve estar sustentado apenas sobre coxins que absorvem as vibrações naturais. No caso do motor AP são dois coxins laterais e um frontal.


    Tópicos Relacionados:


    Alinhamento das caixas do Niva

    Tipos de Acoplamento entre Caixas do Niva

    Barulho nas Alavancas do Niva

    Suporte T-case Geniva

    Troca dos Prisioneiros das Caixas do Niva

    26 comentários:

    1. Ótimo, espetacular meu amigo, essa é uma das coisas que esta me incomodando.
      Valeu!!

      FUYNHA

      ResponderExcluir
    2. Show de bola Djalma!
      Conhecimentos e humildade de um verdadeiro NIVEIRO...Parabéns!
      Geniva

      ResponderExcluir
    3. Caio Pompeo (niva - Pantanal)29 de novembro de 2011 04:38

      Muito bom!
      parabéns!

      ResponderExcluir
    4. ficou show hein!

      serviço de utilidade pública!

      ResponderExcluir
    5. Saudações

      Se no Brasil tivesse 50% da população com este pensamento de ajudar o próximo, seríamos um país acima de 1º mundo. Continue assim.
      Um abraço

      ResponderExcluir
    6. Boa dia amigo,

      Meu Niva está com uma trepidação acentuada no câmbio, e ao retirar a CT vi que ao invés de ter duas flanges e uma cruzeta no acoplamento de borracha havia uma junta homocinética, que de acordo com o mecânico, era de motores AP. O problema é que esta junta é deslizante e causa um jogo excessivo na CT, possivelmente está causando o problema, já que o restante do conjunto está ok (coxins, cruzetas, cardãs).

      Já tinha ouvido falar sobre um kit de juntas homocinéticas para reduzir problemas de trepidação no Niva, seria este que está no meu uma "adaptraição"? Vc recomenda este kit ou o conjunto original flanges+cruzeta é mais confiável?

      Desde já agradeço!

      Abraços,

      ResponderExcluir
    7. Olá

      Pelo que entendi vc ja tem a união homocinetica instalada em seu Niva. Confirme isso olhando esse link: http://jipeniva.blogspot.com/2010/01/uniao-homocinetica-para-nivas.html.

      Em meu carro a união homocinetica funcionou bem, mas a peça é bem construida e a instalação foi criteriosa. Existe uma outra versão que segundo o fabricante (Rogerio Bacelar) minimiza ainda mais as vibrações.

      Particularmente nao gosto do projeto original com o borrachão, mas tem muito Niveiro que usa e aprova. O segredo seria tudo estar alinhado, balanceado e livre de folgas.

      Toda adaptação é arriscada, mas pode melhorar as coisas se bem executada. Tem que usar peça bem construida e o serviço de adaptação deve ser de primeira, sem gambiarras, ok! Agora, se não quer correr riscos use o sistema original, mas saiba que nem sempre fica 100%.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Djalma,

        Eu havia olhado seu post sobre a união homocinética, e o que achei estranho é que no meu Niva além da união homocinética tem também a junta elástica (borrachão) um ligado no outro, pelo jeito foi uma adaptação Frankstein!

        Muito obrigado pelo tempo dedicado, e parabéns pela iniciativa com o blog!

        Grande Abraço,

        Excluir
      2. Nivas a partir de 95 usam originalmente a homocinetica + junta elastica. Não sei se é seu caso....

        Abraço

        Excluir
    8. ..

      Porra !!

      O cara deu uma aula de diagnóstico de vibrações no Niva.
      Parabéns ao(s) autor(es) do tópico.

      Beto - RJ

      ..

      ResponderExcluir
    9. tenho um niva pantanal, e ele vibra demais, com suas dicas tentarei arrumar.

      ResponderExcluir
    10. Caracaaaaaaaa, to pagando pra fazer no meu Nivanildoooooooo, quem se habilita?
      Parabéns amigo !!!

      ResponderExcluir
    11. parabéns mt boa a explicação, acabei de fazer a manutenção de tração no meu grudento, e vi da uma olhada na net e foi exat
      amente isso que fiz

      ResponderExcluir
    12. comprei um niva que estava com as reduções desmontadas, levei na mecânica de minha preferência, e por mais experiente que fossem os mecânicos,na minha região ñ tem muitos niva, então estavam com dificuldade para montar as reduções, foi quando eu apresentei esta pagina, através desta montaram as reduções! muito boa pagina, está tirando todas as minhas duvidas e as dos mecânicos. parabéns para que fez!!!!

      ResponderExcluir
    13. Fico contente que o blog esta te ajudando, o objetivo era esse mesmo....Saudações

      ResponderExcluir
    14. Ola amigos..primeiramente parabens muito util as informacoes..amigos meu niva vibra muito somente de 1 e 2 simples vibra muito msm da ate medo de quebrar..ja na reduzida e acima de 20km diminui bem..vibra um pouco mais uma vibracao ate q toleravel..obrigado pelo espaco

      ResponderExcluir
    15. Rodrigo.

      Mande verificar a União Elástica, o alinhamento das caixas (Cambio e Reduzida)e se o assoalho onde as caixas são presas não esta todo podre. Abraço. Djalma

      ResponderExcluir
    16. Muito obrigado Djalma...

      ResponderExcluir
    17. Jeferson estou fazendo manutenções na caixa de redução e tração estou preocupado buxa. Da alavanca

      ResponderExcluir
    18. Realmente
      Juntas Elásticas
      são importantes para diversas coisas no nosso dia a dia !

      ResponderExcluir
    19. Sol mecânico tenho um niva 91 uso ele na trilha queria levanta um pouco a dianteira mas ouvi falar que quebra a carcasa do diverenciao diamteira e verdade iso porque o meu está original e está levando bastante cacete

      ResponderExcluir
    20. Sol mecânico tenho um niva 91 uso ele na trilha queria levanta um pouco a dianteira mas ouvi falar que quebra a carcasa do diverenciao diamteira e verdade iso porque o meu está original e está levando bastante cacete

      ResponderExcluir
    21. show o meu está com bastante trepidação, e o assoalho está meio surrado, deve ser este o problema etao.

      ResponderExcluir